9 de novembro de 2018
Imprensa
Sedeci e Jucec buscam desburocratizar atividade empreendedora

Representantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação de Juazeiro do Norte, Sedeci e da Junta Comercial do Estado do Ceará (Jucec) têm realizado encontros periódicos desde outubro para discutir e planejar sobre as ações do processo de integração dos sistemas do município à Rede Simples.

Estamos na fase de adaptação e adequação, regulamos o acesso ao sistema desde o dia 18 de outubro, quando foram também iniciadas as operações e os estudos de viabilidade dos negócios, informa a diretora de Comércio e Serviços, Josefa Costa.

De acordo com levantamento realizado da diretoria, em 20 dias de acesso foram efetuadas 208 consultas de viabilidade locacional de novos empreendimentos, das quais 153 foram finalizadas e 29 se encontram em estudo e protocoladas. Segundo o relatório, em média 21 análises estão sendo realizadas por dia.

Neste momento, alguns ajustes estão sendo realizados para o aperfeiçoamento da integração. Os servidores públicos das secretarias de Administração e Finanças, SEMASP e AMAJU participam do processo. A ideia é também envolver e divulgar esta iniciativa entre os contadores e as empresas, explica a diretora.

Com a medida, será possível ao empreendedor obter facilidades, como poder acessar ao sistema em casa e receber o resultado do estudo de viabilidade de negócio em prazo máximo de até 48 horas, reduzindo consideravelmente o tempo para abertura da empresa.

          A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação está articulando a mobilização dos setores e estima que em um mês o processo de integração esteja finalizado.

         Novos negócios 

Para o secretário da Sedeci, Michel Araújo, a desburocratização para a criação de novos negócios é um compromisso da gestão do prefeito Arnon Bezerra e uma das metas de trabalho da pasta. “A integração do município com a Jucec irá proporcionar muitos avanços ao facilitar a vida do empreendedor que queira implementar seu negócio em Juazeiro do Norte. Nossa pretensão é permitir que em breve as empresas possam ser abertas em até, no máximo, 10 dias”, afirma.

Galeria de fotos


Tópicos: