15 de maio de 2018
Imprensa
Mestres da Cultura dialogam com a academia no Núcleo Marcus Jussier

O Núcleo de Educação, Arte e Cultura Marcus Jussier, da Secretaria de Cultura de Juazeiro do Norte, sediou uma roda de conversa com mestres da cultura popular, no último dia 10. Intitulada Ensino formal e não formal: a transmissão da filosofia e dos saberes no Cariri. O evento contou com a participação dos Mestres Dodô, Antônio, Cicinho, Mosquito e integrantes do grupo Carroça de Mamulengos.

O encontro foi realizado pela Universidade Federal do Cariri (UFCA), através do Projeto Monitoria em Filosofia, Programa de Integração Ensino-Extensão da UFCA e teve como mediadoras a Professora do curso de Filosofia, Natacha Muriel Lopez Gallucci e da Diretora do Núcleo Marcus Jussier, Maria Gomide.

Participaram alunos da disciplina Didáticas da Filosofia, da UFCA, Licenciatura em Teatro, da Universidade Regional do Cariri (URCA). A ideia do evento foi discutir a transmissão de saberes, a partir de três tópicos como a questão dos valores transmitidos, a da interação social que se dá a partir das artes populares e a identificação, através das falas dos Mestres, do que está faltando de apoio institucional para os grupos. “Para nós que fazemos essa disciplina é um desafio mostrar outras formas de transmissão de conhecimentos e saberes e os mestres da cultura popular possuem essa propriedade pelo que eles fazem, e, nesse caso, conversando diretamente com os alunos”, afirma a professora.

Maria Gomide acredita que, através desse evento, a UFCA reconhece que na cultura popular acontece a transmissão de saberes de maneira informal. “Tem uma escola que está presente nos terreiros e nas casas de todos esses mestres. Então, a gente vem aproximando esses mundos através da teoria da prática e a prática da teoria”, ressalta Maria Gomide. Ela diz ainda que essa ação é fundamental para fortalecer e vivificar as manifestações do Cariri para que na posteridade, os grupos da tradição estejam efetivamente mais fortes.


Tópicos: