14 de setembro de 2017
Imprensa
Memorial Padre Cícero reorganiza atendimento na romaria

Com o objetivo de melhorar o atendimento, a Fundação Memorial Padre Cícero fez algumas mudanças em seu atendimento ao público, durante a Romaria de Nossa Senhora das Dores. Entre as mudanças estão a alteração no percurso de entrada e saída do prédio. Os visitantes nesse período da romaria estão percorrendo o trajeto pela porta da direita, onde normalmente é a entrada para o auditório e fazem o percurso no sentido anti-horário. A saída ocorre pela porta do museu, onde costumeiramente são a entrada e a saída do espaço.

Para agilizar o fluxo, não tem sido necessária a assinatura do livro de visitantes. Em seu lugar, está sendo efetuada a contagem por meio de um contador, acionado manualmente a cada novo visitante que passar por ele. Se, mesmo assim, alguém ainda queira assinar o livro, ele continua disponível em cima do balcão. 

Conservação do acervo

Além dessas mudanças, foram instaladas novas lâmpadas adequadas para iluminação dos objetos e foram fixadas novas legendas, textos e sinalizações que devem contribuir para orientação e informação do visitante.

O romeiro alagoano, professor Luís Antônio Costa, que estava acompanhado por uma turma de alunos do Instituto Federal de Alagoas (IFAL), gostou do que viu que no Memorial Padre Cícero. Ele acredita que o museu faz um trabalho significativo, ao conservar e expor todos os objetos do seu acervo. “Eu vejo aqui a importância religiosa dos objetos que pertenceram a uma figura que é um expoente religioso, o Padre Cícero. Vejo também o lado histórico, pois representa uma época bem específica da história do Nordeste e do Brasil”, explica o professor.

Vídeo didático

Outra novidade nesta romaria é a exibição de um vídeo didático sobre as normas de visitação ao Memorial. O pequeno filme tem um ator representando o papel do Padre Cícero que orienta os visitantes sobre os cuidados que os visitantes devem ter dentro do prédio, para que os objetos expostos possam continuar bem conservados.

De acordo com a presidente da Fundação Memorial Padre Cícero, Cristina Holanda, essas mudanças serão avaliadas durante a Romaria de Nossa Senhora das Dores. A ideia é de que esse novo formato possa ser melhorado cada vez mais, com o objetivo de proporcionar um melhor atendimento ao público e de contribuir para a preservação do acervo da instituição.

Tenda da URCA

Do lado de fora do prédio, foi montada o espaço da URCA, que realiza algumas atividades com os romeiros. Para as crianças estão disponíveis mesas para desenho, e está sendo feita a pintura da figura do Soldadinho-do-Araripe na pele. Também são realizados, além de atendimento para aferição arterial, verificação de massa corporal e altura, avaliação de atividade física, limpeza de pele com argila e uma pesquisa junto aos romeiros, já na terceira romaria, para análise junto aos pesquisadores da Universidade. 

Galeria de fotos


Tópicos: